ATNZO

SOBRE A ATNZO

O JOVEM PAPA DO FRANCHISING

A Frente do Grupo ATNZO, Lucas Atanazio Vetorasso tem apenas 36 anos e um patrimônio de dar inveja a empresários com mais que essa idade de profissão.

De tempos em tempos aparece uma mente fora do comum, alguém que se destaca profundamente em algo. Essas pessoas são tão boas no que fazem que acabam se misturando com o próprio ramo. Não é diferente neste caso. Chamado de “Papa do Franchising”, a mente por trás das marcas, Lucas Atanazio Vetorasso tem apenas 36 anos e um patrimônio de dar inveja a empresários com mais que essa idade de profissão.
Tudo começou com um computador usado e uma mesa velha em uma garagem no interior de São Paulo. Atanazio trabalha desde criança, passando de fábrica de joia para posto de gasolina, deu aula de violão, foi sacoleiro de roupas, entre várias outras profissões.
O empresário conta que, quando começou, nem sabia o que era franquia. “Não é semântica não. Eu realmente não sabia do que se tratava e, enquanto trabalhava com marketing para empresas, apareceu um projeto para realizar e eu disse sim, antes de saber o que era, a partir daí, desta decisão, tudo aconteceu”. Hoje, aos 36 anos, está à frente do Grupo Atnzo, considerada a maior holding de franquias do Brasil, tendo sua sede de 3 mil metros localizada em umas das principais avenidas da cidade polo do franchising, São José Do Rio Preto.
Para o estrategista, ‘franquia’ não é papelada, é estratégia. “É necessário o entendimento de que, muitas vezes, as pessoas estão investindo o dinheiro de suas vidas em nossas marcas e isto deve ser tratado com muita responsabilidade. A pilha de papéis que o mercado oferece em uma ‘formatação de franquia’ jurídica não contém metade da expertise ou estratégias necessárias para que o negócio prospere”, afirmou.
O ano de 2020 foi atípico para todos, mas ainda mais para quem está no mundo dos investimentos. Trouxe perdas e, principalmente, muito aprendizado. Enquanto o mundo estava em pânico, a ATNZO, sob a gestão de Lucas, aumentou seu faturamento em 30% em referência ao ano anterior. “Nada para o Rei Midas”, diz Letícia Penna, parceira do Lucas de longa data na marca Sapatilha na Sacola. A empresária conta que, no início, sentiu receio e não acreditava no potencial da marca, mas Atanazio a fez enxergar seu próprio negócio com o verdadeiro potencial que ele tinha. “Eu resisti à ideia, com muito receio no começo, mas ele, como um bom estrategista que é – dono de uma visão de leão da selva que desbrava o mundo, conseguiu me fazer enxergar além e eu consegui ver a Sapatilha Na Sacola com o verdadeiro valor que ela tem”, conta a empresária. A marca já ultrapassou 120 unidades pelo país.
Lucas obteve muitas conquistas ao longo do tempo e, além de realizar seus próprios sonhos, realizou o sonho de muitas pessoas que sempre quiseram empreender, mas não sabiam por onde começar. “Ele trouxe luz”, diz Pedro Rodrigues, sócio de Lucas na marca Me Salva.
“Lucas me convidou para ser sócio dele por minha experiência na área de telefonia. Era pra ter outro nome, ele me chamou e disse: ’nós vamos chamar essa marca de Me Salva’. Na hora, eu não discuti, mas pensei ‘Que nome horrível’. E não é que, mais uma vez, ele tinha razão? Logo de cara, começou uma enxurrada de investidores atraídos, principalmente, pelo nome.
Pedro ainda conta que por causa do pai, lenda nos rodeios, Gleidson Rodrigues, teve a oportunidade de conhecer muita gente importante, como artistas e grandes empresários, e que, por este motivo, era difícil ter tanta admiração por alguém, já que grandes nomes fizeram, sempre, parte do seu cotidiano. Até conhecer Lucas. “Ele é muito diferente, pensa à frente do tempo de todos que eu conheci. Mas, além do intelecto, a minha admiração vem da humildade com que ele trata o próximo. Uma frase que ele disse e mudou minha vida foi: ‘ninguém é tão grande que não possa aprender nem tão pequeno que não possa ensinar’”, enfatizou.
Pra finalizar, Pedro fala com o peito cheio, “Sinto como se eu crescesse 10 anos em um dia ao lado dele. Imagine você ter uma pessoa que admira como patrão, sócio, mentor e que ainda pode chamar de amigo?”.
O excêntrico jovem que acorda todos os dias às 4h, que acredita em disciplina e construção de hábitos quase militares para o sucesso, é um apaixonado por pessoas. “Não são computadores que fazem negócios, são pessoas. Minha maior habilidade é essa, entende-las. Isso é o que difere os pequenos dos grandes empresários”, conta o mestre.
Em 2020, no meio da crise causada pela pandemia que acometeu o mundo, o Grupo ATNZO teve mais de 250 contratos firmados em poucos meses. Uma das marcas, a POPPYS, especializada em fast food, foi lançada no meio da pandemia e já foram 140 contratos firmados. Outra marca que tem chamado a atenção, a Galo Zé, especializada em frango frito, também teve seu início de expansão em meio à pandemia e bateu dezenas de contratos. Nelson, sócio de Lucas na marca, conta que, quando apresentou a empresa, não esperava a velocidade que tomaria. “Trabalhar com Lucas é um grande privilégio, não só pela inteligência, autoridade. O cara é Imortal da Academia Brasileira de Escritores, você sabia?” – brinca o empresário e conclui, mas o que mais me impressiona em sua gestão é a forma com que acredita nas pessoas”, diz o sócio franqueador e conclui “chamá-lo de sócio é uma sensação incrível, estar perto, ver seus movimentos, suas ações, é um aprendizado contínuo, realmente é um privilégio estar próximo dessa mente brilhante no dia a dia”.
O Grupo ATNZO acaba de lançar mais uma marca, no início de 2021, com o nome de Mercadino. A franquia tem o objetivo de explorar mercados bairristas, direcionados a Condomínios. Também iniciou a expansão da marca Pinkaloo, modelo de negócios parecido com o da Melissa. E por aí vai. Parece, mesmo, que nada para Lucas e seu grupo. Quando questionado quanto a isso, Atanazio diz que “um grupo de pessoas com os mesmos sonhos e objetivos se torna imparável”. O jovem parece ter seguidores fiéis. Colaboradores, funcionários, parceiros, clientes falam do empresário com brilho em seus olhos. E todos parecem usar a palavra “luz”. Percebe-se claramente em apenas uma visita à sede que, esta, realmente, parece um templo, metaforicamente e, Lucas, como o chamam, aparentemente é mesmo o Papa.

+ 0
MAIS DE 60 MARCAS FORMATADAS
+ 0
MAIS DE 1600 SONHOS REALIZADOS
+ 0
MAIS DE 15 ANOS DE EXPERIÊNCIA

SOB A DIREÇÃO DE UM FORTE GENERAL

JAMAIS HAVERÁ SOLDADOS FRACOS

Somos uma das maiores holdings de Franquias da América Latina.
Há mais de 16 anos transformando milhões de ideias em negócios de sucesso e colaborando para a realização de mais de 1.600 sonhos!